CAMPANHAS: RIO GRANDE DO SUL 

Em 2024, o Brasil enfrentou um dos maiores desastres climáticos de sua história com as enchentes no estado do Rio Grande do Sul. No dia 7 de maio, o Rio Guaíba subiu 5,33 metros acima de seu nível normal, superando a enchente de 1941 e atingindo seu nível mais alto já registrado. Mais de dois milhões de pessoas foram afetadas em 90% dos municípios do estado, resultando em milhares de desabrigados e centenas de mortos e desaparecidos.

O Rio Grande do Sul, maior produtor de uvas para vinho do Brasil, responsável por 80% da produção nacional, foi duramente atingido pelas enchentes de 2024. Cerca de 122 municípios do estado, vinculados à produção de uva e vinho, sofreram com a catástrofe. Centenas de pequenos produtores foram afetados, com vinhos e adegas perdidos, vinhedos destruídos, terras e águas contaminadas. Muitas famílias ficaram desabrigadas e enfrentam o desaparecimento de entes queridos, com os danos ainda não totalmente contabilizados.

Como muitas vezes na história, os que mais sofrem com a catástrofe não são os grandes, mas os pequenos. Por essa razão, uma série de campanhas em prol dos pequenos produtores, dos artistas e das vítimas em geral do Rio Grande do Sul acontecerão durante a Feira Naturebas deste ano. Veja aqui algumas delas:

Garrafas com obras de artistas gaúchos:

Movimento #SocialSul na Feira Naturebas. Em um stand exclusivo, serão vendidos os espumantes da Cantina Mincarone ( @cantina_mincarone ) customizados por artistas do Rio Grande do Sul que foram atingidos pelas enchentes e outros artistas convidados.

A ação faz parte do Movimento #SocialSul, uma corrente independente, solidária e voluntária criada para fortalecer a classe artística do Grafitti que foi fortemente atingida pela maior catástrofe socioambiental do estado gaúcho. A iniciativa conta com voluntários de todo Brasil que destinam 100% do valor das vendas de suas obras para as famílias mais necessitadas.

Cada artista desenhou em duas garrafas de espumantes de estilos e uvas variadas, entre brancos, tintos e rosés, são eles: Ana Scarcelli, Appalachia, Felipe Reis, Filipe Harp, Jaque Vieira, Leandro Alves, Marcelo Celopax, Marcelo Machado, Marcinha Dark, Henrique Perrone e Vitinho Vieira. 


Camiseta “Minha Levedura é Gaúcha”:

Esse ano tem camiseta “minha levedura é gaúcha” em prol do Rio Grande do Sul: uma campanha de Emerson Greggio + Feira Naturebas para arrecadar fundos para as vítimas da catástrofe climática do estado. 

Essas camisetas não estarão à venda na feira. Quem quiser ajudar e já pipocar na Naturebas com suas leveduras gauchescas, o link de compra está ali nos destaques “RS” do perfil da feira no instagram ( @feiranaturebas ) ou direto no site da @enologro . 


Beba o que aguentar, doe o que puder:

Beba o quanto aguentar, doe o quanto puder. Tipo mexicanos com tequila, mas bem mais legal e por uma ótima causa. Nessa edição @liscereja & @leo_reis86 passarão pela feira com um porrón cheinho de vinho clarete natural doado pela @vinicoladecezaro .

Daí funciona assim: você bebe no gargalo de uma vez tudo o que aguentar, e faz um pix generoso de doação para as vítimas da catástrofe climática do Rio Grande do Sul.